A logística abrange todos os processos que acontecem na cadeia de suprimentos em relação à movimentação de produtos ou materiais — desde o envio de insumos, passando pela produção até chegar ao cliente final.

Os custos logísticos operacionais podem ser diferentes entre uma empresa e outra, mas existem diversas semelhanças. Confira as principais:

1.Estoque e armazenagem

Os custos com estoque dependem do volume de produtos e do período em que a mercadoria permanece alocada. Quanto maior o volume de produtos e a armazenagem, maior será o custo. Também é preciso considerar os esforços de colaboradores para manter e transportar as mercadorias em boas condições.

2. Transportes e fretes

O custo com transporte é um dos mais expressivos para as empresas — sobretudo para aquelas que possuem frota própria. As despesas envolvem aquisição de veículos, reparos, combustível, entre outros. Além disso, o alto risco de danificação pela má conservação das estradas e roubo de cargas, faz com que o preço do frete seja ainda mais elevado.

3. Logística tributária

O Brasil é um país que possui uma alta carga tributária. Por isso é preciso ter um planejamento tributário para obter isenções fiscais, evitar multas e encontrar formas de reduzir a cobrança de determinadas taxas.
Conheça os principais impostos do setor logístico:
● IRPJ: Imposto de Renda Pessoas Jurídicas
● CSLL: Contribuição Social sobre o Lucro Líquido
● PIS/PASEP: Contribuição para os Programas de Integração e Formação do Patrimônio do Servidor Público
● Cofins: Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social
● IPI: Imposto sobre Produtos Industrializados
● ICMS: Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal
● ISSQN: Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza

4. Tecnologia

A fim de tornar as entregas mais ágeis e eficientes, reduzindo prejuízos, é vital investir em tecnologia. A automação de processos com o uso de ferramentas digitais traz diversas vantagens como: facilitação de procedimentos burocráticos, controle detalhado do estoque, planejamento de rotas e muito mais.

5. Operações

Para manter um sistema logístico existem despesas que são fixas e outras que são variáveis.
Veja alguns exemplos:
● Custos fixos: aluguel, equipamentos, salários, impostos, entre outros, que dependem do segmento em que o operador logístico atua
● Custos variáveis: manutenção, mão de obra, seguros de cargas, combustível e lubrificantes e etc
É preciso equilibrar ambos os custos para garantir uma boa saúde financeira.

Quais são os custos logísticos do setor farmacêutico e perecíveis?

O segmento de transporte de medicamentos, por trabalhar com mercadorias sensíveis, tem diversas
particularidades. Assim como o transporte de alimentos e outros perecíveis, é preciso alguns cuidados, que geram custos mais elevados que outros setores. Alguns deles são:
● Pagamento de taxas de habilitações, licenças de órgãos regulatórios, alvarás especiais e seguro de carga
● Adequação da estrutura física dos caminhões com salas refrigeradas e isotérmicas
● Contratação de responsável técnico e farmacêutico
● Necessidade de treinamento constante da equipe
Por isso, contratar uma empresa logística que tenha experiência, como a Atento Express, é tão importante.

Quais são os erros mais comuns na otimização de custos no segmento de transportes?

Os custos logísticos representam uma parcela significativa do valor do produto. Por isso é importante estar atento para otimizar o orçamento e garantir a lucratividade.
Conheça alguns erros que muitas empresas cometem:
1. Dispensar o uso de embalagens adequadas
2. Não utilizar o tipo de transporte adequado para cada carga
3. Não otimizar as rotas
4. Não fazer o rastreamento dos pedidos
Outro ponto importante a ser levado em consideração é a implementação de processos definidos e
indicadores atualizados, assim é possível identificar possíveis gastos desnecessários e onde é possível otimizar custos.

Como funcionam os benefícios fiscais para o setor de transporte de cargas?

De acordo com pesquisas, após somar todos os encargos relacionados ao transporte, 50% do valor final de um serviço de logística é composto apenas por tributos. Esse resultado impacta tanto a margem de lucro de um negócio quanto a acessibilidade do serviço. No entanto, há soluções que podem ser úteis para atenuar esse cenário. Veja algumas delas:
● Redução ou até mesmo isenção de ISS e ICMS
Varia de acordo com as normas específicas de cada estado ou município e a categoria de
produtos transportados.
● Uso de transporte multimodal
● Prevenção de problemas com a justiça fiscal
Ao avaliar bem os custos, e encontrar possíveis reduções, as organizações têm condições de se tornarem mais competitivas no mercado.
Agora que você já conhece os principais custos logísticos e formas inteligentes de como otimizá-los, pode começar uma análise mais aprofundada do seu orçamento.
Você gostou deste artigo? Então, não deixe de acompanhar nossas atualizações aqui no blog. Aproveite também para nos seguir nas redes sociais. Estamos no Facebook, Instagram, Youtube e LinkedIn.